Fechar

A minha viagem a Marrocos - Para ler com tempo...

Bem, a minha viagem a marrocos foi algo que eu pensava que seria incapaz de fazer há uns meses atrás como maior parte de voçes sabem.

No road book com a check list que o Luis (o organizador, é uma empresa, a Agape, q faz viagens de exploração para marrocos, caminhadas em Portugal, biodanças, etc) nos entregou tinha....saco cama; papel higienico, dodots; lanterna; canivete.... tão a ver bem o que me passou pela cabeça sobre o q me iria esperar, ainda mais q a joana frazão tem uma amiga que foi para marrocos pela rotas do vento e q descreveu aquilo de uma forma arrepiante, desde dormirem em tendas no deserto, o guia fazer de mesa no seu pp colchão ( e visto q era um guia local, conseguem ver bem a higiene da pessoas, certo?), de tudo um pouco.

Bem mas apesar de tudo decidi ir... estava cheia de força até ao momento da partida. à ida para o local de encontro comecei a ficar mto nervosa. eram 12 pessoas, eu não conhecia ninguem, excepto o Luis q tinha visto 2 vezes na vida e q, apesar de ser mto cool não deixava de ser da organização....
A viagem foi feita de moite e eu basicamente dormi...
A 1ª vila foi Chefchoan, encrustrada entre uma montanha enorme a norte e um verdejante vale a Sul... fiquei impressionada pq estava á espera de ser tudo mto mais porco mas não, era uma vilazinha caiada de branco e que no meio das ruelas da medina apareciam de repente paraedes, portas e mm escadas ingremes
pintadas de um azul lindo que fazia lembrar o mar (limpo, claro).
O primeiro choque cultural deu-se mm qd armada em calorenta decidi por um top de alças (eu e todas, verdade seja dita)...nunca me senti tão constrangida, eles grudam os olhos e não despegam...

os dias sg foram basicamente passados em viagem, com contrastes brutais entre a aridez do médio Atlas, a floresta dos cedros, vales (gargantas mais precisamente) com oasis fabulosos e até uma vila que parecia q estavamos no acidente, com avenidas largas, construções como as nossas no meio de uma massa verdejante e com uma limpeza q nos parecia q estavamos na Suiça ou no norte de Inglaterra...tudo isto até chegarmos ao deserto.

Descrever o desertoé extremamente complicado..como alguem dizia o deserto sente-se, vive-se.É um misto de pequenez, engolido por aquela imensidão, primeiro á chegada ao deserto negro ao final do dia, com os jipes em trilhos diferentes a dar a sensação de estarmos no Paris dakar e dp, o por do sol...o primeiro dos tres q tive a opurtunidade de presenciar no deserto...um no meio das dunas, em direccção a um acampamento berbere onde passamos a noite e outro no cimo da duna maior em frente ao nosso alberge,
após 2 horas de caminho até ao topo da mm, empoleirada no seu cume com os braços abertos para que pudesse panhar tudo o q tinah dto naquelo momento, para que ele nunca mais fugisse...

Aqueles tres dias apesar de bem calmos foram um turbilhão de meoções..o por do sol; o nascer da lua com todoas as luzes do albergue apagadas; o dormirmos todos no terraço; a aproximação das pessoas, já não pelas afinidades iniciais mas mais pela experiencia que todos partilhavamos; a aldeia de berberes negros vindos do sudão, paupérrimos e que durante 3 horas, cantaram, dançaram e partilharam conosco a alegria de viver, independentemente das condições em q o fazem 8 o q me recordou imenso cabo verde e aquela gente extraordinária); a viagem de camelo pelas dunas até ao acampamento berbere no meio de uma tempestadae de arreia e dp com chuva que ora vinha ora voltava; as tendas destruidas no acampamento, qd toda a gente ansiava por algo quente, completamente impreparados para a situação (há 4 anos q não chovia!) e, mais uma vez a união do gp numa situação dificil no limiar do desespero; e dp a noite passada numa tenda, com a chuva a cair em cima de nós; a viagem de volta ao alberge, podres, em cima de dromedários q deve ser, provavelmente dos piores meios de transporte em q já alguma vez andei; a subida de 2 horas á duna maior, o esplendor do desert, em q a 360 graus só vez dunas...

Foi fabuloso....

Dp disto Marrakech não foi nada, nem mm Ait-benadur, uma cidade de barro fabulosa (mais outro por do sol no cimo do Kabash...). Ok Marrakech tem aquela praça fabulosa, com a mistura de cheiros, raças e pessoas a fazerem as coisas mais incriveis em troca de alguns dirhams, os sumos de laranja a 50$00... e o souk onde se pode comprar de tudo e mais um par de botas desde q bem negociados e regateados (mas disso já tu deves estar farto, pelo q percebi)...

estavamos já no fim da viagem e apesar de ainda bem caladinha, controlada, sp a observar tudo e todos q me rodeavam para saber mto bem onde podia pisar (Heeemmmm, por esta não esperavam....nem me saltou a tampa nenhuma vez, as pessoas nem tem noção do meu famoso mau feitio....) comecei a dar-me mais e a aproximar-me das pessoas que mais me diziam e mais interesse me despertavam. Posso dizer tranquilamente que apesar de serem pessoas completamente diferentes de mim e dos meus amigos de sp, fiz bons amigos e alguns deles para sp.

A ultima etapa foi Ashila. Uma cidade/vila fantástica no norte de Marrocos, a 1.5h de Ceuta. Já com mtas influencias europeias e concretamente espanholas q, sp mais espertos do q nos já estão lá em peso...adorei e estava a pensar seriemente em passar lá uns diazinhos de férias assim q começar a estar melhor tempo, além de q, sendo a 4 horas de viegam de marrakech sp dá para dar lá um saltinho para fazer mais algumas compras para a casa (ESCRITURA EM 15 DIAS!!!!!!!). A cidade é espectacular com o cognome de "ville des arts" pq dentro da medina as casas caidas de bco intercalam-se com paredes pintadas com motivos espectaculares, com cores mto vivas e...
mais um por do sol, se bem q este mais banal por ser no mar mas mais especial pq seria o último em conjunto.

Como podem ver, adorei a viagem, há alguns sitios q quero voltar, outros nem por isso mas acima de tudo adorei a experiência e fiquei mto contente de a ter feito, sem nenhum voç~es, o q me permitiu abrir para o exterior, partilhar com outros coisas q, se algum de voçesfosse seria com ele q eu partilharia... mais uma vez me fez relativizar mta coisa na minha vida, e acima de tudo, aceitar q pessoas diferentes podem me dar tanto gozo como aqueles q eu considero iguais.

Dp disto tudo, apenas tenho a dizer q recomendo vivamente marrocos, a Agape (www.grandeaventura.pt) e que tenho, só minhas, 210 fotografias espectaculares (sem contar com as dos outros que irei copiar)

Beijos a todos